Manga urbana

Na primeira vez em que percorri os 32 km de ida e volta da minha pós graduação, estava numa felicidade imensa. A faculdade fica numa região onde não costumo pedalar, e chegar lá de bicicleta representou grande superação. Voltando para casa, já à noite, passei pelo Benfica, que é um bairro de Fortaleza pelo qual nutro um carinho imenso. E em pleno trânsito da avenida 13 de Maio, enquanto ouvia um programa sobre os Beatles na Rádio Universitária (só uso um fone quando estou pedalando, e baixinho, para não ficar desatenta ao trânsito), uma cena veio para coroar um dia feliz.

Uma moça que aparentemente estava saindo do trabalho, vinha pela calçada com certa pressa. De repente ela volta e pega uma manga enorme e amarela que tinha caído no chão. Dá uma olhadinha na fruta, e, sorrindo como quem diz, “por que não?”, leva a linda manga consigo.

E eu, besta que sou, achei que era mais um motivo para sorrir naquele dia. Sou dessas, fazer o quê?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s