Vi de bike – Marina Felipe

Marina Felipe De Bike na Cidade Sheryda Lopes (3)

Mais um encontrinho de bike. Desta vez o acaso me apresentou à estudante de filosofia da UFC Marina Felipe, de 21 anos. Ela pedala há mais ou menos o mesmo tempo que eu, cerca de um ano, e utiliza a bicicleta para ir de casa para a faculdade e de vez em quando a passeios na Beira Mar, totalizando uma média de cinco quilômetros por dia de pedalada.

A escolha pela bicicleta foi feita para proporcionar um pouco de exercício físico à estudante, que é uma sedentária assumida, e também por causa da praticidade na locomoção. “Juro que não consigo pegar ônibus! Demoram demais, são muito lotados! De bicicleta é bem mais rápido e confortável”, conta ela.

Marina Felipe De Bike na Cidade Sheryda Lopes (2)

Marina Felipe De Bike na Cidade Sheryda Lopes (1)

Embora estivesse usando calça e camiseta quando nos encontramos, Marina diz que gosta mesmo é de vestidos e saias leves, sempre com shorts por baixo. A escolha pela calça é feita geralmente em dias de sol forte, para ajudar a proteger a pele. E ela gosta de simplicidade: sempre pedala de roupas casuais e gosta de usar chinelo.

Sobre pedalar pela cidade, ela observa que uma mulher de bicicleta causa estranhamento. Ela disse que as pessoas costumam olhar quando ela passa e algumas até chegam a tirar onda, mas isso não a intimida. Aliás, ela já até foi assaltada numa rua perto de casa quando voltava da faculdade e nem isso a impede de pedalar. “Levaram só o meu celular, mas é porque eu ando de bicicleta de um jeito muito avoado, relaxando e pensando na vida. Rsrsrs Agora estou tomando mais cuidado e optando por avenidas mais movimentadas quando está tarde. O problema são os motoristas que tiram fina da gente e não estão nem aí. É horrível”.

Agora a moça se prepara para ganhar a estrada. Ela e um grupo de mais ou menos 20 pessoas se preparam para pedalar até Jericoacoara, paraíso que fica a 295 quilômetros da Capital, no final do ano. Eu achei incrível, pois mesmo não sendo uma ciclista olímpica, simpatizo muito com a ideia de conhecer outros lugares de bicicleta e ir acampando no caminho. Quem sabe não rola a coragem um dia?

Mas mesmo pedalando só em Fortaleza a gente tem bagagem e é preciso carregá-la na bike. Gostei muito da ideia dela de colocar um cestinho de supermercado na garupa para guardar as coisas. Com certeza deixa tudo bem mais prático. Para proteger a bolsa, ela passa a alça por baixo do selim para evitar que puxem. O que vocês acharam?

Marina Felipe De Bike na Cidade Sheryda Lopes (4)

Um abraço e vamos pedalar!

Anúncios

2 comentários sobre “Vi de bike – Marina Felipe

    • Interessante sua observação, Rafa. Eu tenho vontade de colocar um cestinho porque sempre me atrapalho muito quando vou trancar e destrancar a bicicleta e tirar a bolsa. Quase sempre acabo derrubando tudo e até me machucando. rsrsrsrs Acho que uma boa saída seria personalizar o cesto, não sei. Ou deixar a garupa nua, se faz seu estilo.

      Beijo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s