Entrevista – Daniella de Lavôr

Daniella de Lavour Leitores que pedalam De Bike na Cidade Sheryda Lopes (12)

Na semana passada a Tribuna Band News veiculou uma matéria sobre bicicleta e estilo, onde eu fui uma das entrevistadas. Depois de conversar com a autora, a jornalista e atriz Daniella de Lavôr, descobri que ela também é ciclista. Claro que eu fiquei doida para saber mais sobre ela e seus hábitos na bicicleta, né? Então fiz umas perguntinhas e descobri que o que não falta é cor e muita atitude no estilo da colega.

 

Há quanto tempo você pedala?

Comecei a pedalar em janeiro do ano passado. Muito antes de ser “modinha” para alguns, eu queria me locomover com mais liberdade e independência. Como uma boa aquariana, eu adoro a liberdade que só a bike consegue proporcionar… no inicio foi complicado porque eu lutava contra o medo da violência. Hoje me sinto mais segura na bicicleta do que em qualquer carro. Não me sinto ameaçada e, com a estrutura que a cidade tem oferecido, pedalo com bem mais tranquilidade.

Quais os usos que você faz da bicicleta? É um meio de transporte para as atividades do cotidiano ou mais uma forma de lazer e de praticar esportes?

Uso a bicicleta como meio de transporte mesmo. Venho trabalhar de bike todos os dias. Vou pro muay thai de bicicleta, pra consultas médicas e até já fui visitar minha mãe! 🙂 Ela mora a 2 km da minha casa.

Quantos quilômetros você pedala por dia?

Pedalo 6 km por dia. Três para vir e três para voltar. Moro no Centro e trabalho no Dionísio Torres. Para ir ao trabalho é bem mais tranquilo porque vou pela ciclofaixa da Antônio Sales.

Quais são as peças de roupa preferidas para as pedaladas?

Amo legging! Mas pedalo de calça jeans também. Só nunca pedalei de saia ou vestido. Minhas leggings são bem coloridas. Para chamar atenção no transito em Fortaleza, só com calças extravagantes e um bela melancia na cabeça! Costumo dizer que antes uma Mulher Fruta viva que uma ciclista discreta atropelada…rs E a Dercy, minha bike, me acompanha nos enfeites. Tô sempre pendurando alguma coisa nela… o objetivo é ser vista mesmo! Não quero ser invisível nesse transito louco.

Teve alguma peça ou acessório que você tenha percebido que atrapalha na hora do pedal?

Ate hoje, não. Só algumas calças jeans muito justas que prendem um pouco a perna… mas nada que comprometa a pedalada.

Para você, quais são as vantagens da bicicleta?

A maior vantagem é que a bike funciona como um anti depressivo natural! Sempre fico mais feliz quando vou trabalhar de bike. Quando, por algum motivo, vou de táxi, sinto a diferença no meu humor. Sem falar na disposição e em todos os beneficios que a atividade fisica proporciona.

Gostaria de deixar um recado para os leitores ou fazer mais algum comentário?

Usar apito. Sempre! O apito, para mim, tem a mesma importância do freio. Não saio de casa sem ele. Também antecipo sempre meus movimentos. E procuro me comunicar com os motoristas, mesmo que visualmente. E apito a cada cruzamento. Como meu apito é profissional, o povo sempre se assusta pensando que é a AMC se aproximando! hahaha

 

Eu fiquei encantada com as peças da Daniella! Muita cor, estampa… muita alegria! Achei massa também o lance do apito, mas eu mesma não consigo usar um, por falta de coordenação motora. :/ Mas acho que depois dessa dica vou acabar experimentando, pois nem sempre os pedestres e motoristas ouvem minha buzina trim trim.

Daniella de Lavour Leitores que pedalam De Bike na Cidade Sheryda Lopes (10)

Daniella de Lavour Leitores que pedalam De Bike na Cidade Sheryda Lopes (2)

Daniella de Lavour Leitores que pedalam De Bike na Cidade Sheryda Lopes (4)

Obrigada, Daniella, pela simpatia e parabéns pela atitude! Tomara que a gente se encontre pelas ruas de Fortaleza.

E você aí, tá esperando o que para compartilhar comigo a sua experiÊncia e estilo? Mande suas fotos e informações para debikenacidade@gmail.com . E quem ainda não entrou na onde da bike, continua visitando o bloguinho para se inspirar!

 

Um abraço e vamos pedalar!

 

Anúncios

Um comentário sobre “Entrevista – Daniella de Lavôr

  1. Conheço a Daniella (mais de dez anos) estudamos juntas, bacana esse encontro de vocês duas!!!

    queria pontuar uma coisa que me chamou a atenção na entrevista, a frase: ‘Muito antes de ser “modinha” para alguns’

    venho escutando muita gente falando (repetindo) essa frase e você(s) por ser (serem) jornalista(s), sabem que a palavra tem poder, que a palavra tem conduz, o que quero dizer é que, porque não falar: antes da bicicleta estar com um maior número de adeptos? ou, antes da bicicleta estar com tamanha visibilidade?

    isso é algo que venho pensando desde que escutei pela segunda vez essa frase (aqui foi a quarta),

    falo isso pq gosto do blog, torço por ele, por sinal, tenho visto mais mulheres de bicicleta (yeeey) e eu bem quero mesmo, e tenho certeza que vocês tbm! 🙂 que bicicleta vire moda, modinha, modona… 😉

    A.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s