Sindiônibus fala sobre atropelamentos de ciclistas

Bom dia para você que não passou todo o feriado tossindo muito e sem voz! rsrsrssr Espero que sua Semana Santa tenha sido ótima. Agora, de volta à ativa! 🙂

No último post, falei sobre dois protestos realizados pelo movimento Massa Crítica aqui em Fortaleza. No primeiro, tive o desprazer de presenciar o atropelamento de um ciclista que participava da bicicletada. Um motorista de ônibus jogou o veículo sobre o grupo, batendo em um dos participantes. Pouco tempo depois, uma outra ciclista foi atropelada por uma motorista de carro particular que fez a conversão à direita sem olhar, colhendo a menina na ciclofaixa. Por sorte, ambos sobreviveram.

Os casos levaram a Massa a se mobilizar mais uma vez. Alguns dias depois, ciclistas foram até os orgãos que consideram responsáveis pela violência ao ciclista no trânsito e pintaram palavras de ordem no asfalto e na parede. Os locais das ações foram a Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza (AMC), a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o Paço Municipal e a sede do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus).

DeBikenaCidade - protesto-massa-crc3adtica-fortaleza-sindic3b4nibus-assassino

Protesto da Massa Crítica em frente ao Sindiônibus. Fonte: Massa Crítica/Facebook

Entrei em contato com todos eles, mas, até o momento a Prefeitura não se posicionou sobre o assunto. Já o Sindiônibus, por meio de sua assessoria de imprensa, entrou em contato com o De Bike na Cidade e enviou uma nota, que publico a seguir, na íntegra:

 O Sindiônibus lamenta o que ocorreu ao mesmo tempo em que está tomando providências no sentido de apurar mais detalhes sobre o fato [atropelamento do ciclista durante a Massa Crítica], sempre com o objetivo de identificar possíveis falhas e adotar medidas para a melhoria do serviço, tendo como prioridade o ser humano, quer seja o trabalhador quer seja o usuário, ciclista, pedestre, ou seja, todo cidadão que convive de alguma forma com o sistema de transporte coletivo.

Uma prova disso são os investimentos constantes realizados em treinamento e qualificação dos nossos 11 mil operadores que compõem o quadro do Sindiônibus e das vinte empresas associadas. O DRH (Desenvolvimento de Recursos Humanos) do Sindiônibus e o Criarht (grupo formado por profissionais de Recursos Humanos das empresas associadas) aplicam semanalmente o treinamento Qualidade no Atendimento a Clientes e Acessibilidade, além dos diversos treinamentos oferecidos individualmente por cada empresa de ônibus. Hoje, dia 02 de abril, foi realizado treinamento dessa natureza, na sede do Sindiônibus.

Todos os motoristas e cobradores que entram nas empresas de ônibus recebem esse treinamento que acontece toda sexta-feira às 9h no auditório do Sest Senat e é ministrado por psicólogos de recursos humanos das empresas associadas ao Sindiônibus.

A qualificação tem como objetivo informar e sensibilizar novos colaboradores do sistema urbano para o atendimento a clientes com qualidade, sobretudo àqueles com mobilidade reduzida.

Dentre os temas aplicados no treinamento estão: Qualidade no atendimento e acessibilidade: Nosso papel na inclusão social; O que é acessibilidade; Atendimento aos clientes especiais; Ciclistas; Atendimento ao Idoso; Atendimento à Gestante; Atendimento a Criança; Atendimento a pessoa com deficiência; Deficiente Visual; Deficiente Auditivo; Deficiente Físico; Nosso diferencial é você; Competências essenciais para qualidade no atendimento ao cliente; Campanha: Faça a diferença com boas atitudes, como também o programa Entendendo o SIT-FOR (Sistema Integrado de Transporte).

Esse programa existe desde 2012 e é uma ação criada por iniciativa do Sindiônibus, para capacitar os motoristas e cobradores que entram no sistema de transporte de Fortaleza e região metropolitana e ensina como lidar e como funciona o sistema de transporte coletivo que possui 1955 veículos, 11.682 operadores, 20 mil viagens por dia e atende 1 milhão de passageiros diariamente.

Informações sobre os direitos e deveres dos operadores, organização e operação do sistema, além de orientações gerais, que ajudarão os operadores a exercer suas atividades de forma correta e eficiente, são abordadas no Entendendo o SIT-FOR. Ao final do curso, cada um recebe o Manual do Operador.

Sindiônibus

Em meu contato com o Sindiônibus, questionei sobre qual é a orientação dada aos motoristas que percorrem as vias exclusivas para ônibus e que também são usadas por ciclistas. Vários pedaleiros que conheço se queixam que a atitude dos profissionais do transporte público e bastante hostil em relação aos ciclistas nessas vias e eu mesma já tomei várias finas mesmo a pista estando livre, possibilitando que o profissional mudasse de faixa para me ultrapassar. Os profissionais estariam sendo pressionados a realizar as viagens em menos tempo? Em sua nota, o sindicato patronal não comenta essas questões.

Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza defende compartilhamento das vias para ônibus

Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza defende compartilhamento das vias para ônibus

O que vocês acharam do posicionamento do Sindiônibus? Quando está pedalando, como é sua convivência com os motoristas do transporte coletivo? Contem aí nos comentários! Quero muito saber qual é a opinião de vocês.

 

Um abraço e vamos pedalar!

 

Anúncios

9 comentários sobre “Sindiônibus fala sobre atropelamentos de ciclistas

  1. Só quero dizer que, do ponto de vista de um usuário do transporte público, pedestre e ciclista urbano, esses treinamentos não tem surtido efeito na realidade, seja no trato com usuários do SIT-FOR, seja no trato com pedestres e ciclistas.

    Se querem fazer algo que funcione, precisam envolver o outro lado (usuários, pedestres, ciclistas etc) na elaboração e execução desses treinamentos. Apenas o conhecimento teóricos de psicólogos e demais profissionais de RH não tem se mostrado suficiente.
    Também precisa-se elaborar métricas (pesquisas por amostragem?), considerando todas as partes envolvidas, pra avaliar se os treinamentos estão surtindo efeito

    Ademais, essa nota tem jeito de resposta padrão. :/

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sempre que vou para a faculdade de bike, vou pela Av. Domingos Olímpio, e lá sempre é a pior parte do trajeto. Alguns ônibus, e também taxistas, passam finando na bike. É horrível, mas ainda bem que nada de pior aconteceu.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parabéns pelo blog, Sheryda.

    Mas deixa eu observar um ponto, como ciclista e também como motorista: o desrespeito não é apenas de quem dirige ônibus – embora, lendo o que você postou, sei que concorda comigo e que não estou escrevendo muita coisa diferente do que você já escreveu. Eu mesmo já fui xingado, trancado e quase atropelado por carrões bacanas, kombis fuleiras, transporte escolar, motos etc etc etc. Madames, playboys, proletários motorizados, engravatados, todos são personagens dessa cena hostil.

    O problema é de uma cultura que não respeita espaços, integridade, dignidade e vidas, não só as dos ciclistas, mas também as dos pedestres e dos outros motoristas. Fica parada perto de uma poça d’água pra ver um exemplinho só dessas mazelas!! Isso só pode ser mudado, claro, com conscientização, educação e leis bem formuladas e, principalmente, bem aplicadas.

    Vez por outra, o pessoal que se diz cicloativista me esculhamba nas redes sociais – nem sempre sem razão, admito, já que sofro da tentação de ser ácido e crítico no que escrevo -, mas havemos de concordar que os encaminhamentos políticos da questão cicloviária nem sempre são eficientes.

    De repente a gente conversa mais sobre esse tema.

    Parabéns de novo.

    Abs.,

    Roberto Maciel

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s