Bicicletários – Estácio FIC, sede Moreira Campos

Resenha bicicletário Estácio FIC Moreira Campos De Bike na Cidade (1)

Na ausência de paraciclos, bicicletas ficam presas na grade

No dia em fui de bicicleta à faculdade Estácio FIC – sede Moreira Campos, que fica na Aldeota, estava muito otimista porque soube por um aluno que o uso das bikes por estudantes de lá tem aumentado bastante.  Só que me deparei com um problema: Não havia onde guardar, “oficialmente” a bicicleta. 😦

Um segurança da instituição informou que não havia bicicletário, e que eu teria que guardar a bicicleta onde os outros alunos costumam deixar: presa na grade da entrada da Faculdade. Como o dia estava chuvoso e a grade não contava com proteção contra a chuva, pedi para prendê-la num local coberto onde havia uma coluna. O segurança permitiu, mas logo em seguida pediu que eu a retirasse, pois havia sido informado que isso não era permitido.

Resenha bicicletário Estácio FIC Moreira Campos De Bike na Cidade (3)

Resenha bicicletário Estácio FIC Moreira Campos De Bike na Cidade (2)

Então deixei a bicicleta onde ele me indicou, bem na entrada da Faculdade, numa grade. O bom é que é um lugar com bastante movimento e bem iluminado, e por isso não senti tanta insegurança. Só que é chato deixar a bike assim, descoberta, com perigo de molhar e ter a corrente enferrujada. E me irritou um pouco o fato de haverem lugares cobertos onde eu poderia deixar a bicicleta, sem atrapalhar os transeuntes, e isso não ser permitido. :/ Às vezes o estabelecimento realmente não está preparado para receber as bicicletas, mas se mostra flexível e nos ajuda a acomodá-la num local mais seguro, mas não foi bem o que aconteceu nesse dia. Ainda assim, foi permitido que eu deixasse a Lanterna do lado de dentro da Instituição, e há ocasiões em que nem isso é permitido.

Posicionamento

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Estácio informou que, diante da ausência de legislação que obrigue a instalação de bicicletários em instituições de ensino, a empresa providencia a estrutura conforme a demanda. No caso da sede Moreira Campos, segundo as informações, a procura por esse serviço é pequena.

Legislação

A lei 9701/10, que obrigava prédios públicos e privados a instalarem bicicletários, foi revogada no final do ano passado por meio do Plano Diretor Cicloviário de Fortaleza (PDCI). “Com isso, apenas novos projetos precisam instalar bicicletários em suas estruturas, para que sejam aprovados pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). O problema é que os estabelecimentos que já existiam na cidade ficaram irregulares por todo esse período, aí surgiu uma lei que diz que eles não estão mais irregulares”, explica o advogado Celso Sakuraba, diretor da Associação de Ciclistas Urbanos de Fortaleza. “Protestamos contra essa revogação, principalmente porque a instalação de um bicicletário é algo simples e barato”, completa.

Plano Diretor Cicloviário de Fortaleza

A lei n° 10302 de 2014, que trata do PDCI, está na página 6 do Diário Oficial do Município do dia 23 de dezembro de 2014. Acesse clicando aqui.

Um abraço e vamos pedalar!

Anúncios

8 comentários sobre “Bicicletários – Estácio FIC, sede Moreira Campos

    • Olá, Ellen! Em primeiro lugar, obrigada pela visita! Sim, com certeza ainda há muito o que melhorar aqui na cidade, mas com certeza as coisas estão caminhando. Só o fato de as pessoas terem vontade de colocar suas bicicletas na rua já faz toda a diferença 🙂

      Um beijo p vc!

      Curtir

  1. Primeiramente, meus parabéns pelo blog! Não sou muito ligado em moda ciclística feminina, mas suas postagens são bastante interessantes!
    Fui aluno desta FIC em 2012 e já enfrentava esse problema!
    Sou ciclista urbano por opção e ciclista de final de semana por lazer!
    Infelizmente tiver um problema no joelho direito recentemente e não estou podendo fazer esforço físico, mas por sorte, no mês passado, eu havia acabado de comprar minha primeira bike elétrica e estou usando-a todos os dias para ir ao trabalho!!
    Como a lei não está nos favorecendo, vamos fazer ações como esta sua, que parabeniza bicicletários perfeitos como o do Sebrae(que vc apresentou em outra postagem) e que critica e sugere melhorias onde o bicicletário é inadequado ou inexistente.
    Sou consultor e trabalho em várias empresas, e em cada uma enfrento dificuldades diferentes. Em alguns lugares não tenho onde trancar a bike, em outros não tenho onde tomar banho e por aí vai. Mas sempre com uma boa conversa e bom senso os problemas são contornados… Infelizmente ainda preciso ir de carro na primeira vez que vou à uma empresa, para sondar se será possível ir de bike nas próximas. Sonho com um dia em que isso não será mais preciso, que todo local será preparado para um ciclista.
    Fico feliz em saber que em uma das empresas que presto serviço, alguns funcionários passaram a deixar seus carros em casa para seguir meu exemplo, já que lá é possível tomar banho e os seguranças permitem guardar a bicicleta em local seguro e ao abrigo do sol e da chuva.

    Acredito que com o crescimento do numero de ciclistas urbanos, os paraciclos serão cada vez mais comum
    .
    Novamente, meus parabéns pelo blog!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Poxa, Maurício! Seu comentário me deixou muito contente! Que bom que você tem me visitado e gostado do blog. Me esforço muito para fazer um conteúdo bacana e é satisfatório demais ter esse retorno dos leitores!
      Lamento pelo seu joelho e torço para que fique bom logo. E parabéns por contaminar outras pessoas! Com o aumento da demanda, um dia usar a bicicleta em Fortaleza não será mais motivo de grande surpresa.

      Um abraço grande e volte sempre por aqui!

      Curtir

  2. Ah, pra que é que eles vão ter uma atitude gentil, empática e preocupada com quem frequenta a instituição, se eles só fazem o que a lei manda?
    A lei não obriga? Não. Mas essa história só “queima o filme” dessa universidade. É com atitudes assim que a gente pode ver quais são as empresas amigas do cidadão. O que é que custaria pra instituição instalar um bicicletário decente e atender aos ciclistas?
    E fica sempre aquela pergunta: eles não criam infraestrutura pro ciclista porque a demanda é pequena ou a demanda é pequena por falta de infraestrutura? Lamentável.

    Curtir

  3. Olá Sheryda, td bem?

    Sábado fui assistir filme no Bemfica, já que eu sabia que o shopping contava com um bicicletário coberto junto ao estacionamento dos carros. Mas tive a infeliz surpresa de descobrir que o bicicletário agora é no estacionamento externo, do tipo entorta rodas e não é coberto. Que triste ver um estabelecimento regredir assim 😦

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s