Além de bike – Estou ruiva!

Após a primeira lavagem, ao ar livre, sol ameno.

E aí, como ficou?

Mudança no visual sempre traz um monte de sentimentos diferentes, né? E eu estou passando por isso agora que tingi o cabelo de vermelho, principalmente porque não ficou como eu imaginava, mas também não ficou de um jeito que odiei.

Indo na contramão das mechas loiras prateadas que estão super na moda e que são lindas, eu gosto mais de tons vermelhos acobreados e marrons. Não sei porque, me acho meio amarela então não curto muito tons dourados e loiros. O problema é que tons acobreados são super difíceis de alcançar e também de explicar para os cabeleireiros. rsrsrsrs Porque são uns cabelos que mudam muito conforme a luz, então o que eu penso que é marrom fica meio loiro numa luz e super avermelhado na outra. Tipo o cabelo da Karol Pinheiro, que eu acho lindo e que ela contou num vídeo que é um tom natural! Nunca me senti tão humilhada! rsrsrsrs Fora que o cobre é, na verdade, um reflexo, então é a primeira parte da coloração que desbota. 😦

Aí dessa vez eu queria que o cabelo segurasse mais o tom de vermelho, que ficasse mais destacado, só que puxando para o marrom e o cobre. Então o profissional usou meia parte de Chocolate acobreado da Koleston (674) e duas partes de Cereja, também da Koleston (6646). O resultado foi um vermelho bem escuro, mas que nem de longe lembra marrom. Na verdade, ele ficou com um fundo meio rosado, púrpura, vinho, sei lá. Mas dependendo da iluminação ele acende, ficando mais sangue, principalmente nas mechas.

Eu não queria esse efeito puxando para o vinho, mas depois achei bem bonito, então estou respirando o novo visual para ver qual é. E também porque o cabeleireiro disse que com as lavagens a tendência é que ele abra mais e puxe para o cobre. Dependendo de como ele se comporte, pode ser que eu mude o tom de vermelho da misturinha, para tirar esse fundo rosado.

À noite, poucas horas após ter tingido os cabelos. Luz fluorescente da sala

À noite, poucas horas após ter tingido os cabelos. Luz fluorescente da sala

 

Kit-Tintura-Koleston-Chocolate-Acobreado-674-121853

Meia caixinha desta cor…

kole6646

… mais duas caixinhas desta

Esqueci de tirar fotos antes de lavar o cabelo pela primeira vez após tingir, mas fotografei minhas unhas. A cada vez que eu coçava a cabeça ou mexia nos cabelos, as mãos ficavam vermelhas. E fora que eu fiquei toda pintada rsrsrs. Testa, orelhas, couro cabeludo, camiseta… Um monte de manchas. Comprei até uma faixinha para esconder as manchas na testa e escolhi na cor verde, que combina muito bem com ruivo. E a toalha que usei para secar o cabelo? Parece que foi usada por um dublê de um filme do Quentin Tarantino. Mas depois da primeira lavagem, dois dias depois, as manchas saíram.

Parece até que eu briguei!

Parece até que eu briguei!

Vejam aí algumas fotos do cabelo após a primeira lavagem, dois dias após tingir o cabelo. Apenas compactei as imagens para que não ficassem pesadas, mas não mexi em luz ou cor para que vocês vejam exatamente como ficou. Se acharem que a qualidade ficou muito baixa e não dá para ver direito, me avisem nos comentários que reposto as de melhor qualidade. Ah, e cliquem para ampliar.

Fotos na sombra

Fotos tiradas ao sol

Aí agora eu fico me olhando no espelho sem parar e morrendo de medo de ficar loira com as lavagens. Medo de não ter grana ou ficar com preguiça da manutenção. Aliás, ciclistas ruivas, deixem suas dicas aí nos comentários sobre como manter o ruivo e alcançar o tom acobreado dos sonhos, tá bem? Porque se a Ivete Sangalo diz que o vermelho da Koleston não sai na água, eu acredito que é possível.

Amiga, vai na fé!

Amiga, vai na fé!

E gente, cabelo vermelho é muito poder, né? Tem horas que eu fico me achando, sabe? Essa coisa de ter fogo na cabeça, hehehe

Um abraço e vamos pedalar!

 

Anúncios

4 comentários sobre “Além de bike – Estou ruiva!

  1. Sherida, como diz a Ivetchy, DIVOU!!!! rsrs Tá lindona mesmo, a nossa RENATA FALZONI (rs), sem malícias! (NO HETERO) 😉

    Estava agorinha lendo as histórias do teu início com urban cycle chic rs e me identifiquei muito! Já ouvi tantas, como: “vc é louco?”, “vão te assaltar na primeira esquina….”, “você pode ser atropelado!”, “vai chegar no trabalho todo suado. Como faz depois?”, “E o SOL friinho de Teresina, hein?”. Mas quero muito pedalar! Meu companheiro já comprou uma bike também, está só esperando chegar!

    Estou um pouco (MUITO) enfadado do carro (apesar de ter um). O trânsito aqui já está pegando, tipo 6h30min já está congestionado (nas proporções de Teresina,m lógico!). O bichinho vai ficar mais parado que rodando por um tempo….

    Mas voltando à questão de ir ao trabalho. Estou tendo algumas dificuldades para ir, pois quero trabalhar normal na bicicleta (sem ser “fantasiado” de ciclista, nem carregar muita “tralha” comigo: outra muda de roupa, um tênis, etc. etc.). Amanhã vou experimentar ir já “montado” e devagar, pra não suar. Na volta, troco só a camisa, por uma mais aberta (tipo Pólo) com manguitos, ou uma manga comprida de tecido leve e claro, pra não queimar.

    E no seu caso e do maridão: como vocês se adaptaram? Com o condicionamento físico fica melhor enfrentar o calor?

    Grande beijo!

    Ruanito

    Curtido por 1 pessoa

    • Ruan, eu ainda nem me acostumei com o cabelo e você vem me comparar com a super Falzoni?? Querido, ainda terei que pedalar mooooito pra chegar em tamanho poder! hahaha ^^ Muito obrigada! 🙂
      Olha, no começo eu acordava cedinho todo dia e pedalava uns quatro quilômetros, com roupa de ginástica mesmo. Parecia que eu ia morrer! Doía tudo, faltava ar e eu ficava coberta de suor. Fora que não me ligava de usar muita proteção do sol, então logo fiquei cheia de marcas de bronzeado estranhas, tipo das mangas das camisetas e das bermudas! rsrsrsrs Com o tempo, meu corpo foi ganhando resistência e eu ia aumentando um pouquinho mais do trajeto todo dia. Aí na primeira vez que saí de roupa casual foi para um cinema, super de boas. Cansei muito, suei muito (morrendo de frio no cinema com o jeans suado) mas estava tremendamente feliz comigo mesma 🙂 Antes de ir trabalhar pela primeira vez testei o trajeto num domingo para ver o quanto me cansaria e quanto tempo demorava. Foi um trabalho de formiguinha mas que me ajudou a não desanimar. Com o tempo o corpo sua menos e aquela subida que antes parecia absurda, deixa de ser tão desafiadora. 🙂
      Olha, na tag “Como tudo começou” tem vários depoimentos e dicas. Se você começar pelos textos mais antigos, vai ler meus relatos beeem do início mesmo. https://debikenacidade.com.br/category/como-tudo-comecou/

      Curtir

  2. Meu cabelo é pintado com o cereja da Koleston e, sim, é verdade que e essa tinta da Koleston é uma das que demoram mais pra desbotar. Mas desbota. Eu uso um creme totalizante a cada 40 dias, as vezes menos, mas isso pq eu já não gosto do tom acobreado e sim do vermelho, porém não muito forte. E meu totalizante já faz o efeito que você não quer, que é deixar o fundo rosa. Essa tinta da Koleston vem com um sachê que reaviva a cor, que na verdade é um totalizante justamente puxado pro cobre. Testa usar ele pra ver se fica na cor que vc quer. Vermelho é tão difícil quanto o loiro, pq ele tbm tem variações de tonalidade e desbota com vontade. Mas aí eu tenho algumas técnicas que dificultam isso, chamada low poo, que é lavar o cabelo com um shampoo sem sulfato e faço co wash, que é revezar essas lavagens com uma “lavagem” com um condicionador apropriado. Isso ajuda a cor se manter mais. ;D

    Curtir

    • Nossa, obrigada pelas dicas! Esse tonalizante que você usa é só o que vem na caixinha da Koleston ou você compra outra marca separada? Porque o sachê vem com pouquinho produto e eu tenho muito cabelo, e não encontrei em Fortaleza onde comprar shampoo tonalizante. Deve ter algum tom que me dê um vermelho mais acobreado ou sangue, né?
      E qual é a marca do low poo que você usa?
      Beijo e muito obrigada pelas dicas e pela visita!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s