Além de Bike – Vitrola de Novembro

Olá, pessoal! Quando contei que entrei para o grupo artístico Vitrola Nova, prometi que avisaria quando fôssemos nos apresentar. Pois bem, nós vamos! Na próxima terça-feira, cantaremos no (ai, meu corassaum) palco principal do Teatro José de Alencar! Para quem não conhece, é um dos locais mais bonitos de Fortaleza, e que até foi atração de durante o Mês da Mobilidade. Gente, que honra! Cantarei naquele palco incrível! Se vocês quiserem assistir, aí vão as coordenadas:

11872203_1082006745151131_6161024809531238887_o

Estaremos no Palco principal do TJA próxima terça apresentando nosso recital de fim de ano.
Mesmo dezembro ainda não chegando, já estamos em clima de festa, Natal, retrospectiva e novidade com nosso “Vitrola de Novembro.”

Quando: Dia 24/11/15 às 19h30min
Ingressos: R$ 15 (meia) e R$30 (inteira)
É única apresentação e os ingressos são limitados!
Não perca!

Maiores informações na fanpage do Vitrola Nova.

Eu estou super animada, ensaiando bastante e naquele processo de montar o figurino. E o repertório também está super divertido, com músicas natalinas e outras surpresas. Se você ficou a fim de assistir, então garanta logo seu ingresso porque são apenas 120 lugares no Teatro. Ah, e se for de bicicleta, o TJA tem um bicicletário interno onde cabem 10 bikes. Que tal ir todo mundo pedalando para que essa demanda aumente e com isso, o pátio do Teatro fique lotado de magrelas? Nossa, eu ia cantar super mais feliz!

Então, espero vocês, hein?

Um abraço, vamos pedalar e mandar ver nesse falsete!

 

 

Anúncios

Além de bike – Sou uma vitroleira!!

Sheryda Lopes vitrola nova de bike na cidade

Gente, tenho uma novidade que foge um pouco dos assuntos aqui do blog, mas estou tão feliz que resolvi compartilhar com vocês! Acabo de entrar para o Vitrola Nova, um grupo musical e de teatro daqui de Fortaleza que faz um trabalho lindo! Ainda tô meio anestesiada com isso, mas é verdade. ^^

Vocês devem estar estranhando porque eu nunca postei nada sobre teatro ou canto por aqui, inclusive porque eu nem via muito disso na minha pessoa bicicleteira. Minha experiência artística se resume a umas pinturas que fiz na minha casa, uma música que compus com meu marido, balé há alguns anos e tocar como uma condenada a música Vinte e Nove, do Legião Urbana, no violão (única que sei sem errar quase nada). E nada com muita técnica, tudo mesmo na base do “senti e deu vontade de botar pra fora”.

Mas no ano passado resolvi participar de um curso de canto em cena com o Carlos do Valle, que foi realizado no Cuca da Barra do Ceará.  O Carlos é diretor musical do Vitrola Nova, e ensinou muita coisa incrível pra gente. Isso me ajudou a trabalhar alguns bloqueios da minha persona, e sou bastante grata pela experiência.

Aí que me diverti muito, ganhei mais confiança e fiquei com vontade de explorar mais essa coisa de teatro e canto. E o Carlos me aconselhou a me aproximar do Vitrola, do qual já era fã. Percebi que, se estudasse, poderia desenvolver essas habilidades, e o estímulo dele me ajudou a ganhar confiança. Participei das audições há alguns dias e voilá: sou Vitroleira! Agora estou participando dos encontros (que funcionam como aulas e ensaios) regularmente, e ainda tô olhando meio boba para as pessoas. rsrsrsrs É que eu fico tentando reconhecê-las dos vídeos e me segurando para não pedir autógrafo. E também tô tentando absorver e aprender tudo direitinho. O que facilita é o carinho do pessoal. Todos muito receptivos e dispostos a ajudar. E para não dizer que não falei de bikes, tenho ido aos encontros pedalando, e já descobri ciclistas no grupo. 🙂

Eu, morta de feliz no primeiro dia!

Eu, morta de feliz no primeiro dia!

Abaixo, alguns vídeos do Vitrola Nova. Não posso nem dizer qual é meu preferido, porque o You Tube está quase me perguntando “sério, que você vai assistir isso De NOVO”? rsrsrsrsrs E o último vídeo é o resultado do curso que fiz com o Carlos. Será que vocês vão me reconhecer no palco?

 

Quando nós formos nos apresentar, vocês prometem que vão assistir? Por favoooor!

 

Um abraço e vamos pedalar!

E aquecer a voz!