Vi de Bike – amigos no Benfica + Evento Ciclochique hoje

20150825_204642

Há alguns dias participei como voluntária da contagem de ciclistas realizada pela Ciclovida (confira o resultado aqui) no cruzamento da avenida da Universidade com a avenida Domingos Olímpio. Quando terminamos os trabalhos, resolvi dar uma volta pelo Benfica. Fui a um restaurante vegetariano que adoro, encontrei amigas e, na volta, fiz algumas fotos dessa galera simpática. Compondo o cenário, novas ciclofaixas que contemplam o bairro, passando ao lado da famosa (e querida) Praça da Gentilândia.

Brevemente, da esquerda para a direita, conheça essa turma:

Felipe Bira, 22 anos. Estudante e viajante (conforme suas próprias palavras). Pedala há cerca de três anos.

Manjari, 32 anos. Ciclana e mãe. Pedala há tanto tempo que nem sabe quando começou.

Luiza Helena, 22 anos. Yogue e viajante (acho bapho esse povo que se descreve como viajante). Pedala há seis meses.

Evilene Castro, 32 anos. Ciclana e professora. Utiliza a bicicleta como meio de transporte há três anos.

A Manjari e a Evilene eu já conheço, e sei que são pura energia positiva. Os outros dois conheci no dia e senti boas vibes também. E o que une a todos? A bicicleta, é claro! ^^

E vocês? Conhecem essa ciclofaixa? O que acharam? E há quanto tempo vocês pedalam? Contem aí nos comentários!

Ciclochique

Aaaaah! E logo mais, à noite, tem Ciclochique, viu? O evento é parte do Mês da Mobilidade e tem o intuito de mostrar que é possível pedalar com looks que vão além do esportivo. Ou seja: dá pra ir prontinho para o trabalho, encontrar a galera, curtir balada, cinema… Então, escolham se vão adotar um look mais casual, ou se vão aproveitar o evento para se montar e ostentar luxo e glamour. O importante é estilo e claro, o amor pelas bikes. 🙂 Eu ainda estou em dúvida sobre o que vou usar, e olha que já treinei até pedalar de salto durante a divulgação do evento há algumas semanas.

Ciclochique

Mais informações no evento no Facebook. E para saber mais sobre o Mês da Mobilidade, acesse o post que fiz sobre o assunto. Sério, esse mês tá incrível!

 

Um abraço e vamos pedalar!

Anúncios

Bicicletas em Fortaleza no O Estado Verde

Acordou cedinho? Então dá uma passada na banca mais próxima ou clique aqui para acessar a matéria que saiu hoje no jornal O Estado (CE) que fala um pouco do contexto das bicicletas em Fortaleza.

Um das fontes consultadas fui eu, que falei um pouco das temidas ‘finas educativas’ e da falta de educação de muitos motoristas que não querem compartilhar as vias com as bicicletas. Mas não vá ficar com medo de pedalar por isso não, viu? Faça parte dessa mudança pela qual nossa cidade está passando e lembre-se que Fortaleza também tem muita coisa boa a oferecer.

Para visualizar a matéria do jeitinho que ela saiu no impresso, use a ferramenta O Estado Digital, coloque a data de hoje e clique no Caderno Verde.

Ah, e eu já fui repórter desse caderno. No ano passado fiz uma matéria percorrendo toda a extensão das ciclovias da avenida Mister Hull e da Bezerra de Menezes. A Mister Hull continua muito ruim (vi o gatinho morto da matéria desaparecer e agora há uma carcaça de cachorro) e a ciclovia da Bezerra está em reforma. Reforma essa que, aliás, levou à derrubada de várias árvores, o que não aconteceria, segundo a fonte da Prefeitura que entrevistei na época.

E para ver essa matéria do jeito que saiu no jornal impresso, com as fotos, inclusive, utilize a ferramenta O Estado Digital. As fotos ficaram maravilhosas, então insisto que você confira 😉

 

E na sua cidade? As bicicletas também estão se multiplicando?

Um abraço e vamos pedalar!

Leitores que pedalam – Cassius Mineirinho

De Bike na Cidade Cassius Mineirinho  (3)

Oi, gente! Estou muitíssimo feliz com o retorno que venho recebendo de leitores do blog, tanto por email, quanto pelos comentários e também pela recém criada página no Facebook. Yes, estamos no Face! Mais uma forma prática de acompanhar o bloguinho e compartilhar os posts. Curtam, comentem e compartilhem! Ah, e lembrem-se de, após curtir a página, clicar na setinha ao lado do “Curtiu” e marcar a opção “Obter notificações”. Assim, as atualizações aparecerão no seu feed de notícias 🙂

E hoje temos o look de um leitor do blog, o querido Cassius Mineirinho. Num dos primeiros passeios que maridão e eu fizemos quando as bicicletas chegaram, encontramos um grupo de pedal super diversificado, com mulheres, crianças e até um idoso (que por sinal, deixa o povo comendo poeira). Marido e eu éramos novatos nas pedaladas, mas achamos o grupo super legal e pedimos para ir junto. Eles deixaram e depois disso foram vários outros passeios. Nesse grupo estava o Cassius, um cara super extrovertido e simpático, com uma família linda e umas canelas poderosas, que levam ele de bicicleta até para fora de Fortaleza! Já cá em terras alencarinas, a bicicleta o leva para os compromissos do dia a dia com muita classe e agilidade.

De Bike na Cidade Cassius Mineirinho  (1)

Abaixo, um pouquinho do papo que batemos por email:

Há quanto tempo você pedala?

Sempre gostei de pedalar. Quando ganhei minha primeira bicicleta era um moleque e adorava saltar pequenas rampas, com minha Caloicross. Depois este mineiro veio para o Ceará e acabei deixando minha bicicleta com meu irmão, mas um dia solicitei o envio e ela chegou.

Além do deslocamento para o trabalho, quais são os outros usos que você faz da bicicleta (cicloturismo, competições, esporte…)?

Além do trabalho eu vou todos os dias para a Faculdade (FAC) João Pessoa onde faço o curso de Direito. Gosto muito de participar dos passeios noturnos, só não posso ir com frequência. Costumo dar umas boas esticadas sozinho. Já fui para o Pecém, Caucaia e Maranguape.

No que você trabalha?

Na assessoria Jurídica do Sindicato da Polícia Civil.

Quais são os trajetos que você faz no cotidiano? Quantos quilômetros por dia?

Casa – trabalho: 2km

Almoço em casa: 2km

Retorno para casa: 2km

Casa – Faculdade: 2,5 km

Retorno para casa: 2,5km

É isso ai. 11km todos os dias parece pouco, mas faz uma grande diferença no bolso no final do mês. (Acho que faltou a volta de casa para o trabalho depois do almoço, então deve ter mais um pedacinho de chão aí).

Quais são as peças de roupa que você mais usa para esse deslocamento?

Como trabalho no escritório uso sempre roupa social. Levo sempre uma peça de roupa na mochila, mas procuro sair mais cedo para o suor não atrapalhar tanto e chegar cheiroso no trabalho.Vi a dica do lencinho umedecido e vou providenciar.

Onde você trabalha ou estuda tem lugar para guardar a bicicleta?

Temos um guarda bicicleta sim, mas o vigia sempre deixa eu guardar a minha bike perto da guarita. Isso facilita a saída na volta.

As pessoas estranham o fato de você usar a bicicleta?

Não vamos dizer estranhar, mas digo sempre que um ciclista motiva outra pessoa a pedalar. E tenho amigos que quando eu chego na faculdade ou no trabalho, sempre dizem “ô vontade que eu tenho de fazer a mesma coisa que você faz”. (A esses amigos, eu digo: pois, bora, macho! rsrssr)

Gostaria de fazer mais algum comentário?

Essa semana eu estava vendo um vídeo do Massa Crítica de Fortaleza, onde o povo pintava as ruas, fazendo as ciclo faixas e achei bem bacana a iniciativa, pois nós ciclistas sabemos onde temos necessidades das faixas.

E digo para você que tem medo de pedalar nas ruas, e que quando vê um ciclista passando fica morrendo de vontade: faça a experiência uma só vez. Depois me conta se vai usar o carro para ir para o trabalho novamente. Tenho pena do meu Celtinha: a bateria dele arriou depois que fiz a transição e desde então tá parado e morrendo de inveja da bike.

Cassius, muito obrigada mais uma vez! Por favor, divulgue o bloguinho e peça para outros ciclistas que você conhece mandarem os looks para mim.

Eu que agradeço Sheryda a grande oportunidade. Diga para o marido que mando um abraço.

Gostaram? Espero que inspire outros homens que também tenham vontade de pedalar para o trabalho, mas se sentem inseguros por causa da roupa social. Ah, e que também inspirem outros leitores a mandarem as fotinhas para o blog e compartilharem com a gente suas experiências! O endereço é: debikenacidade@gmail.com

E olha só, gente, o que achei! Fotinha do encontro que comentei lá no início do post, de quando conhecemos o Cassius. Foi exatamente no dia 2 de novembro de 2013, e pedalamos juntos da Parquelândia até a Praia de Iracema. Marido e eu não tínhamos nem capacete ou tranca – mas providenciamos em seguida! E eu lembro que fui de short jeans e voltei com ele ensopado de suor rsrsrsrs. Jeans não é uma boa escolha para começar.

Bora Pedalar De Bike na Cidade Sheryda Lopes 2

Um abraço, oremos pelo Celta do Cassius, e vamos pedalar!