Vitória Cycle Chic e Revista Gente

Olá, pessoal! Compartilhar com vocês mais duas publicações onde apareci recentemente. 🙂 Uma delas é o site Vitória Cycle Chic, da super Dora Moreira, que além de fazer parte da república Cycle Chic oficial, ainda é estilista de bicicletas e vejam só: cearense! Eu a conheci no 3º Encontro de Bicicletas Antigas que aconteceu aqui em Fortaleza e na ocasião passamos a tarde juntas e conversamos muuuuito. E o legal é que os sites Cycle Chic estão entre os meus prediletos e agora estou em um deles! Que honra!

Vitoria Cycle Chic

Clique da Dora Moreira para Vitória Cycle Chic

E também estou na revista Gente, do jornal Diário do Nordeste com mais algumas minas daqui de Fortaleza que utilizam a bicicleta como meio de transporte. Entre elas a Mara Nívea, que já apareceu aqui com seus cachos poderosos e seu sorriso encantador. A Luisa Pinheiro, amiga querida e uma das Ciclanas, também aparece e também já mostrou seu estilo no post sobre o Ciclochique. Muito bom ver alguma das mulheres ciclistas de Fortaleza! Que inspire muitas!

Capa revista Gente

Capa da edição deste mês da revista Gente

 

Revista Gente

A matéria é da Naiana Rodrigues com produção de Rafaella Bastos e fotos do simpático Lucas de Menezes

A Gente deve chegar esta semana nas bancas. Eu já procurei em algumas, mas ainda não encontrei, mas enquanto isso dá para acessar a versão online. Mas mesmo assim eu quero a minha de papel para guardar de lembrança! Quem encontrar pode me avisar para eu saber em que banca tem? Podem colocar aí nos comentários ou tirar uma foto e me marcar no Instagram. Meu perfil é @sherydalopes.

 

Um abraço e vamos pedalar!

 

Anúncios

Vi de Bike – amigos no Benfica + Evento Ciclochique hoje

20150825_204642

Há alguns dias participei como voluntária da contagem de ciclistas realizada pela Ciclovida (confira o resultado aqui) no cruzamento da avenida da Universidade com a avenida Domingos Olímpio. Quando terminamos os trabalhos, resolvi dar uma volta pelo Benfica. Fui a um restaurante vegetariano que adoro, encontrei amigas e, na volta, fiz algumas fotos dessa galera simpática. Compondo o cenário, novas ciclofaixas que contemplam o bairro, passando ao lado da famosa (e querida) Praça da Gentilândia.

Brevemente, da esquerda para a direita, conheça essa turma:

Felipe Bira, 22 anos. Estudante e viajante (conforme suas próprias palavras). Pedala há cerca de três anos.

Manjari, 32 anos. Ciclana e mãe. Pedala há tanto tempo que nem sabe quando começou.

Luiza Helena, 22 anos. Yogue e viajante (acho bapho esse povo que se descreve como viajante). Pedala há seis meses.

Evilene Castro, 32 anos. Ciclana e professora. Utiliza a bicicleta como meio de transporte há três anos.

A Manjari e a Evilene eu já conheço, e sei que são pura energia positiva. Os outros dois conheci no dia e senti boas vibes também. E o que une a todos? A bicicleta, é claro! ^^

E vocês? Conhecem essa ciclofaixa? O que acharam? E há quanto tempo vocês pedalam? Contem aí nos comentários!

Ciclochique

Aaaaah! E logo mais, à noite, tem Ciclochique, viu? O evento é parte do Mês da Mobilidade e tem o intuito de mostrar que é possível pedalar com looks que vão além do esportivo. Ou seja: dá pra ir prontinho para o trabalho, encontrar a galera, curtir balada, cinema… Então, escolham se vão adotar um look mais casual, ou se vão aproveitar o evento para se montar e ostentar luxo e glamour. O importante é estilo e claro, o amor pelas bikes. 🙂 Eu ainda estou em dúvida sobre o que vou usar, e olha que já treinei até pedalar de salto durante a divulgação do evento há algumas semanas.

Ciclochique

Mais informações no evento no Facebook. E para saber mais sobre o Mês da Mobilidade, acesse o post que fiz sobre o assunto. Sério, esse mês tá incrível!

 

Um abraço e vamos pedalar!

Assista à matéria sobre moda e bicicleta no Destaque VM

Sheryda Lopes no Destaque VM De Bike na Cidade Cycle Chic Marcia Travessoni bicicleta moda

Mais uma matéria abordando a questão das bicicletas aqui na capital cearense, e desta vez, abordando algo que a gente adora: moda!! E eu fui uma das entrevistadas ^^ Foi exibida na TV Verdes Mares (filial da Globo aqui no Ceará) no programa Destaque VM, e mostrou várias meninas que utilizam a bicicleta para se locomover e sem perder o estilo. Uma das entrevistadas também foi a Mara Oliveira, que tem um coturno marrom suuuper roubável e que já apareceu aqui no blog.

Assistam à matéria clicando aqui. E obrigada a todo mundo que assistiu no dia e que deixou comentários fofos lá na fanpage do blog. 🙂 Vocês me fazem muito feliz!

Um abraço e vamos pedalar!

Look de Bike – saia preta e blusa branca

Look casaco verde saia Blog de Bike na Cidade Sheryda Lopes by Francisco Barbosa (1)

 

Encontrei umas fotos de um look que fiz na volta do curso de espanhol um dia desses. Eu estava beeeem cansada e “desconstruída”, pois minha aula termina às 11h, Fortaleza está muuuuito quente e quando eu estou voltando para casa, não me preocupo muito se vou suar. Então, pedalo valendo e claro, tomando cuidado. Nesse dia eu também não estava usando maquiagem, só filtro solar.

Look casaco verde saia Blog de Bike na Cidade Sheryda Lopes by Francisco Barbosa (3)

Look casaco verde saia Blog de Bike na Cidade Sheryda Lopes by Francisco Barbosa (4)

As peças são: saia preta meio hippie com bordado e forro de algodão, short por baixo, regata de algodão, blusa branca de linha toda furadinha e o indispensável casaco para se proteger do sol. Nos pés, sandalhinha rasteira que já apareceu numa ruma de post desse blog. Sou dessas que gosta de repetir peça.

Repare que mesmo estando cansada, eu estava muito contente, e cheia de satisfação. Tanto por ter tido uma boa aula quanto pela alegria natural que a pedalada provoca. Foi por isso que escolhi estas fotos, porque espero que nesta sexta-feira, mesmo chegando em casa cansado, você tenha bastante motivo para sorrir. Um bom fim de semana!

Look casaco verde saia Blog de Bike na Cidade Sheryda Lopes by Francisco Barbosa (2)

 

Um abraço e vamos pedalar!

 

 

Look de Bike – Camisa transparente e saia plissada

20140327_084801 20140327_084937 20140327_085006 20140327_085140

 

Que tal juntar a leveza da transparência com o modelo da camisa social, que permite bastante ventilação durante a pedalada? Foi o que fiz aqui, unindo a camisa da foto com uma de minhas saias plissadas preferidas, a azul marinho, uma cor que eu adoro. Juntando com a sapatilha em tom de vermelho, e essa blusa amarela, que, além de segurar o suor, deu um colorido legal, acho que obtive um visual navy desconstruído.

 

Mas sabe qual é uma das minhas inspirações para esse visual? Um look da Cher, interpretada pela Alicia Silverstone no filme As Patricinhas de Bervely Hills. Pode até parecer cafona e tals, mas para mim esse filme é uma referência incrível em moda no cinema (e na Sessão da Tarde). Melhor que muito filme dos anos 2000, para falar a verdade. Outra razão para eu gostar de As Patricinhas… é por ser com a fofíssima e saudosa Brittany Murphy, que eu ainda não acredito que morreu 😦

Cher e sua camisa transparente junto com os outros personagens do filme

Cher e sua camisa transparente junto com os outros personagens do filme

Ow, Brit...

Ow, Brit…

E eu ainda vou pedalar de meia 7/8! Vrá!

 

Um abraço e vamos pedalar!

Look Cycle Chic – Vestido cinza

20140306_102208

Aproveitando que tinha uns compromissos, resolvi testar um look apropriado para um dia de trabalho. O escolhido foi este vestido cinza, que eu uso pouco por considerá-lo quente, mas que acho muito elegante. E por causa do calor achei que o look não daria certo, o que, para minha agradável surpresa, foi um engano. Acreditem: Depois de passar por vários lugares e pedalar cerca de 40km, cheguei à conclusão de que este foi o melhor Look Cycle Chic que fiz até hoje!

Acontece que o tecido desse vestido é um pouco encorpado, porém, ele tem alguma substância sintética, que o deixa maleável e ao mesmo tempo com uma textura meio impermeável (desculpe a descrição maluca, acho que só dá para entender pegando). Sem falar que ele é todinho de abotoar na frente, fazendo com que haja várias entradas de ar. Resultado: o tecido ficou absolutamente isento de manchas de umidade, sem amassados e sem ensopar de suor. E por ser encorpado, ele me protegeu do sol, dando uma sensação térmica muito agradável durante a pedalada.

Para não dizer que não falei dos espinhos, o único problema foi a manguinha dele, que por ser muito curtinha apertou um pouco o meu braço. Além disso, esqueci de levar um casaquinho de manga comprida, e por isso os braços ficaram expostos ao sol. Mas ainda bem que não esqueci o filtro solar.

Dica

Cada vez mais me convenço de o quanto é bom levar uma roupa íntima extra quando a intenção é ser cycle chic. Porque, sabendo fazer, na maioria das vezes não há tanta necessidade de trocar de roupa, porém calcinha e sutiã acabam ficando molhados e incomodam bastante. A vantagem é que é um volume super discreto para levar na bolsa.

No caso deste look, além da roupa íntima seria legal ter trocado a regata de algodão que vesti por baixo para segurar o suor. O vestido estava sequinho, mas a blusa incomodou bastante.

20140306_102253

Blusinha de algodão ajuda a segurar o suor. O cabelo está feio na foto porque estava secando ^^
 

Ah, e claro que eu estava usando um short por baixo. Essa informação é universal para todos os looks deste blog com saia e vestido, ok?

Espero que este post inspire aquel@s que estão pensando em ir trabalhar ou estudar de bicicleta. É super possível e adiciona enormes doses de serotonina ao seu dia, eu garanto.

Um abraço e vamos pedalar!

Look Cycle Chic – camiseta branca e short-saia

sheryda_lopes_debikenacidade_lookshortsaiasherydalopes_debikenacidade_lookshortsaia

Faço pós-graduação uma vez por semana numa faculdade que fica a 16 km da minha casa. Geralmente pego carona com um amigo, mas sempre quis experimentar ir à aula de bicicleta. Há alguns dias resolvi enfrentar o desafio. Dispensei a carona (beijo, Max, seu lindo) e fui montar o look.

Escolhi uma camiseta branca com tecido dry-fit, uma tecnologia que faz com que o suor fique afastado do corpo e evapore mais depressa, amenizando o calor. Ela também protege a pele, pois tem proteção UV. Já o short-saia de tecido creme é super funcional porque tem o visual de saia e evita que a gente dê brecha (tradução para quem não é do Ceará: evita que a gente mostre a calcinha). Acho short-saia uma peça muuuito fofinha, desde os tempos da escola.

Para dar um colorido ao look, casaco cereja, colar de miçangas e tênis rosa xadrez. É bom pedalar de tênis porque sapato fechado protege os pés durante a pedalada.

Quem também ajuda na proteção é o casaquinho de manga longa. Mesmo usando filtro solar, quem pedala fica com marcas de sol na pele, por isso sempre procuro usar mangas compridas de um tecido leve. No começo parece que a gente vai morrer de calor, mas logo se acostuma e ainda percebe que é muito pior ficar com os braços e ombros expostos ao sol.

Outra vantagem do casaquinho é que ele deixa o visual mais arrumado e ainda disfarça a camiseta fitness. Se ficar muito úmido, o estenda numa cadeira em ambiente com ar condicionado até secar, amarre na cintura ou ainda, guarde numa sacolinha plástica dentro da bolsa.  Existem camisetas dry-fit de manga longa e que podem ser uma opção a ser usada durante o trajeto de bike.

Outro acessório útil é a bandana de algodão, que inclusive já apareceu em outro look. Antes de pôr o capacete, a coloco sobre a testa. Isso faz com que o suor e oleosidade não se espalhem tanto pelo rosto, fazendo o make durar mais e economizando tempo ao chegar ao destino. Quando cheguei à faculdade, apenas amarrei a bandana de outra forma no cabelo, e nem precisei refazer minha trança.

Visual chicleteiro

Visual chicleteiro ajuda a deixar rosto e cabelo sequinhos

Por baixo da blusa, um top de tecido bem confortável e que foi trocado assim que cheguei à aula. Ao pedalar, a roupa de baixo fica bastante suada e isso incomoda muito. Por isso é bom levar lingerie reserva, além de meias, para quem fica com os pés muito suados. Também levei uma camiseta extra pra garantir, mas não precisou, pois a camiseta dry-fit deu conta. O meu objetivo é levar o menor número de peças extras possível para os lugares, até porque quanto mais coisas eu carrego, mais atrapalhada fico.

Abaixo, uma foto sobre como fiquei após chegar ao meu destino, após secar o rosto com papel toalha, retocar o pó compacto e prender a bandana de outra forma. Também tirei uma foto do antes, para vocês verem como cheguei à faculdade, mas ela não ficou boa. Fico devendo.


look short saia debike na cidade sheryda lopes (11)

Abraços, e vamos pedalar!